π
<-
Chat plein-écran
[^]

Stocks__


Hierarchy of files

 Downloads
 Files created online
 TI-Nspire

 mViewer GX Creator Lua

DownloadTélécharger


LicenceLicense : Non spécifiée / IncluseUnspecified / Included

 TéléchargerDownload

Actions



Vote :

ScreenshotAperçu


Tester en ligne !

Informations

Catégorie :Category: mViewer GX Creator Lua TI-Nspire
Auteur Author: sarah_pereira_03
Type : Classeur 3.6
Page(s) : 11
Taille Size: 1,015.80 Ko KB
Mis en ligne Uploaded: 04/05/2021 - 13:14:40
Uploadeur Uploader: sarah_pereira_03 (Profil)
Téléchargements Downloads: 3
Visibilité Visibility: Archive publique
Shortlink : http://ti-pla.net/a2734522

Description 

DEFINIÇÃO DE STOCK
• Stock é um termo de origem inglesa que, no nosso idioma, se refere à quantidade de bens ou
produtos de que dispõe uma organização ou um individuo num determinado momento para o
cumprimento de certos objetivos. Stock é aquilo que se tem e termos de quantidade de bens ou
produtos que uma empresa dispõe. A noção pode estar associada a um inventário (o documento
no qual fica registada e ordenada a totalidade das mercadorias que se armazenam) ou as
existências (os bens disponíveis que tem uma firma para a sua exploração comercial).


IMPORTÂNCIA DOS STOCKS
• Um dos ativos mais caros de muitas empresas, representando até 50% do capital total
investido são os stocks. Estes são muito importantes pois muito daquilo que a empresa investe
está ali. É muito dinheiro que por vezes está no armazém.

• Menos stock reduz os custos, mas aumenta as probabilidades de escassez, o que pode
interromper processos ou resultar em clientes insatisfeitos

• Mais stock aumenta os custos, mas melhora a probabilidade de satisfazer a procura do
processo e do cliente.


Stocks significam custos e podem ser muito altos portanto temos de ter uma boa gestão
deles!




TIPOS DE STOCKS



Material à entrada

Material em via de fabrico, ao longo do
processo produtivo

É importante este stock intermédio para algum
problema que possa ocorrer, por exemplo uma
falha

Máquinas, pequenos equipamentos, peças

Processos produtivos a funcionar

Materiais usados na manutenção, reparação.

Produto final/acabado que vai estar no
armazém e aguarda lá para ser enviado para o
cliente




1
FUNÇÕES DOS STOCKS O stock pode servir a várias funções que adicionam flexibilidade às
operações de uma empresa. As quatro funções são:

1. Fornecer uma seleção de bens para a procura antecipada do cliente e para proteger a
empresa de flutuações nessa procura;

Imaginar que o nosso cliente nos compra mensalmente, mas não compra sempre a mesma
quantidade, então quer dizer que há flutuação. Nós aqui temos de nos proteger tendo os bens
no armazém para caso algum dia o cliente peça em quantidades maiores, nós conseguirmos
satisfazê-lo.

Quando sabemos o que os clientes compram, a termos de quantidades não precisamos de ter
um stock extra.

Qualquer tipo de flutuação torna necessário a existência de stock de segurança.



2. Para desacoplar as várias partes do processo de produção. Por exemplo, se os
fornecimentos de uma empresa flutuam na empresa de departamento para departamento,
ou de área para área, ou de processo para processos, pode ser necessário stock extra para
proteger a empresa de falhas no processo de produção dos fornecedores como também no
nosso processo de produção interna;

Vejamos o nosso processo de produção interno como a noção de cliente interno/fornecedor,
interno, quando nós passamos de uma área do processo para outra, aquilo que sai de uma
determinada área e vai dar entrada noutra área do processo mais à frente, quem fornece é o tal
fornecedor interno e quem recebe é o cliente interno da organização. Se nós tivermos falhas de
produção, o nosso próprio processo produtivo pode falhar por inúmeras razões (problemas nas
máquinas, erro na encomenda, qualidade do que produzimos não foi a adequada e tivemos
muito produto rejeitado) e, portanto, isto pode fazer com que a quantidade que estávamos a
produzir para fornecer uma fase mais adiante do processo falhou/faltou e, portanto, se nós
tivermos um stock extra de produto intermédio, conseguimos fornecer a fase seguinte do
processo produtivo. Por exemplo, pode ser também usado nesta noção de consumo interno,
fornecedor interno/cliente, interno, ou para realmente se protegerem relativamente áquilo que
são os fornecedores, porque imaginem que nós temos um determinado produto que vai entrar
numa encomenda para a semana, se nós tivermos produto no armazém e tivermos lá um
determinado stock, mesmo que precisemos de mais produto do nosso fornecedor, mesmo que
ele não consiga cumprir com toda a encomenda, nós pelo menos já temos lá uma parte para
conseguir começar o nosso processo produtivo. E portanto, podemos também ter stocks extra
para os protegermos de falhas do próprio processo de produção dos fornecedores.




2
3. Para aproveitar os descontos de quantidade, porque compras em grandes quantidades
podem reduzir o custo das mercadorias ou sua entrega;

Comprar maiores quantidade, muitas vezes, há descontos. Estes descontos podem ser
favoráveis e justificam que as empresas tenham stocks adicionais. De qualquer das formas, tem
de se ter em conta quanto tempo o produto fica no armazém sem movimentações e quais os
custos associados ao facto de se ter o produto ali armazenado sem entrar em produção, só pelo
facto de terem sido compradas quantidades muito elevadas para usufruir desses descontos,
estas contas têm de ser feitas. Tem de se ver se os descontos de quantidade são benéficos para
a empresa ou não.

4. Para se proteger contra a inflação e aumentos de preço por parte dos fornecedores;

Para se proteger contra a inflação e aumentos de preço por parte dos fornecedores, muitas
vezes as empresas compram quantidades maiores. Imaginemos que nós sabemos que um
determinado produto, que uma determinada matéria-prima, vai aumentar no mercado, é
natural que compremos quantidades maiores porque sabemos que daqui a uns tempos aquela
matéria prima vai aumentar de preço e, portanto, acaba-se por se ter muito maior quantidade
desse tipo de produto no nosso armazém. Também qui faz sentido perceber, se aquilo que é o
aumento expectável de preço justifica as quantidades adicionais que se vai comprar, tendo em
conta aquilo que é a utilização que se tem desse tipo de produtos. Isto é sempre com base
naquilo que são os custos, de posse, de ter os produtos armazenados, face aos descontos que
temos de quantidades face áquilo que é o aumento de preço por parte dos fornecedores, etc,
e, portanto, é sempre aqui um balanço dos custos.




3
FLUXO DE MATERIAL – CICLO




Dentro do fluxo de material, nós temos aqui o ciclo, temos a entrada, temos depois o material
a aguardar inspeção, temos depois o material que aguardar os vários tipos de movimentação
que são dentro da própria organização, temos os tempos próprios relacionados com a
movimentação de materiais dentro da organização, depois temos esperas para a atividade da
operação, e depois então temos o tempo de operação e a saída.

Se olharmos aqui para o fluxo de material dentro da organização, muitas vezes o tempo de
operação efetivo é muito reduzido face ao total do tempo do ciclo, quer isto dizer que os
materiais muitas vezes estão armazenados ou estão a aguardar inspeção, movimentação, entre
outros, à espera de entrar na operação, e o tempo efetivo de operação face a todo este tempo
de fluxo é normalmente muito reduzido.



GESTÃO DE STOCKS
Os motivos que levam as oganizações a fazer uma gestão de stocks são variadas e uma boa
gestão de stocks auxilia a empresa a evitar imprevistos no futuro (minimizar imprevistos e todo
o tipo de flutuações), e permite-lhe efetuar a compra de produtos ou matérias primas de forma
mais responsável.

A forma de efetuar a gestão de stocks varia de empresa para empresa, de negócio para negócio,
e deve ter sempre em conta, não só a dimensão da empresa e a área onde a empresa atua, como
também o tipo de negócio, o tipo de materiais que processa, o tipo de forma de funcionamento,
entre outros.




Análise ABC  tem a ver com a criticidade



4
ANÁLISE ABC
Divide o stock em três classes com base no volume anual em unidades monetárias:

Artigos da classe A têm elevado volume anual em unidades monetárias, artigos da classe B têm
médio volume anual em unidades monetárias e artigos da classe C têm baixo volume anual em
unidades monetárias.




Os artigos da classe A saem mais caros à organização, são aqueles que são críticos do ponto de
vista monetário e, portanto, tem de se olhar para eles com algum cuidado adicional.

A análise ABC é usada para estabelecer políticas que se concentram nos poucos artigos vitais e
não nos muitos artigos triviais.

Análise ABC é chamada uma análise de parede que serve para separar os poucos e vitais dos
muitos e triviais.

Esta análise ABC é precisamente usada para estabelecer políticas de gestão de stocks que vão
avaliar ou separar e olhar de forma diferenciada para as diferentes classes de artigos, consoante
o volume anual em unidades monetárias.



Gráfico da percentagem de artigos em stock de acordo com a percentagem de utilização anual
em unidades monetárias.




Classes B e C têm valores baixos do ponto de vista da utilização anual em unidades monetárias,
ao contrário da classe A.

...

Archive contentsContenu de l'archive

Action(s) SizeTaille FileFichier
1.64 Ko KB readme.txt
72.07 Ko KB Stocks__/07.tns
72.67 Ko KB Stocks__/03.tns
46.48 Ko KB Stocks__/10.tns
69.37 Ko KB Stocks__/08.tns
111.86 Ko KB Stocks__/06.tns
97.62 Ko KB Stocks__/01.tns
98.91 Ko KB Stocks__/09.tns
136.93 Ko KB Stocks__/04.tns
109.82 Ko KB Stocks__/02.tns
124.41 Ko KB Stocks__/11.tns
98.25 Ko KB Stocks__/05.tns

Pub / Ads

-
Search
-
Social
-
Featured topics
Comparaisons des meilleurs prix pour acheter sa calculatrice !
Découvre les nouvelles fonctionnalités en Python de l'OS 5.2 pour les Nspire CX II
Découvre les nouvelles fonctionnalités en Python de l'OS 5.5 pour la 83PCE/84+C-T Python Edition
Omega, le fork étendant les capacités de ta NumWorks, même en mode examen !
1234
-
Donations / Premium
For more contests, prizes, reviews, helping us pay the server and domains...
Donate
Discover the the advantages of a donor account !
JoinRejoignez the donors and/or premium!les donateurs et/ou premium !


Partner and ad
Notre partenaire Jarrety Calculatrices à acheter chez Calcuso
-
Stats.
593 utilisateurs:
>575 invités
>12 membres
>6 robots
Record simultané (sur 6 mois):
6892 utilisateurs (le 07/06/2017)

-
Other interesting websites
Texas Instruments Education
Global | France
 (English / Français)
Banque de programmes TI
ticalc.org
 (English)
La communauté TI-82
tout82.free.fr
 (Français)